Informação

João Alves

Masterizador

João Alves é engenheiro de masterização e proprietário do Sweet Mastering Studio. É licenciado em Ciência e Tecnologias do Som e encontra-se a concluir o mestrado em Produção e Tecnologias do Som.

Em 2011, fruto da sua paixão pelo processo de masterização, funda o Sweet Mastering Studio. Desde então, por este estúdio, passaram inúmeras bandas e artistas tais como a Lisbon Film Orchestra, Rumos Ensemble, Camerata de Sopros Silva Dionísio, etc.

Com uma cultura musical vasta aliado a conhecimentos técnicos no domínio da engenharia de som, João Alves vai certamente tornar os registos musicais que masteriza coerentes, equilibrados ao mesmo tempo que providencia e garante total rigor no detalhe, profundidade, impacto, claridade e transparência nos mais diversos sistemas de som. Aliando a criação à engenharia, consegue atingir resultados únicos e exclusivos na música de qualquer artista.

“A Masterização assume um papel de enorme relevância na produção musical. Existem tantas formas de comunicarmos uns com os outros nos mais variados suportes e são distintas as forma de ouvir, consumir e reproduzir musica gravada. A masterização assume um papel de inegável importância estética num processo que é híbrido, quer ao nível da criação, como na técnica. Já lá vão os dias em que a masterização era um processo puramente técnico na qual se pretendia apenas transferir a gravação de um meio para o outro, sem erros. Resulta essencialmente da conjunção de pensamento reflexivo, acção criativa e engenharia que favorece a forma como percecionamos e nos relacionamos com o som. No fundo, tudo o que pode ser feito para potencializar a qualidade áudio e musical do registo sonoro. “

“Para mim, o mais importante não são os equipamentos, as ferramentas ou o sistema de som em contexto de estúdio. São as pessoas com quem eu colaboro artística e profissionalmente. Nós somos Humanos, precisamos de sentir, comunicar e inspirar, todos os dias! A música traduz-se da mesma forma. E é por isso que o Sweet é único e se diferencia dos tantos outros estúdios de masterização no mundo.”

João Alves